Dia do Julgamento

"Cada dia é o dia do julgamento, e nós, com nossos atos e nossas palavras, com nosso silêncio e nossa voz, vamos escrevendo continuamente o livro da vida. A luz veio ao mundo e cada um de nós deve decidir se quer caminhar na luz do altruísmo construtivo ou nas trevas do egoísmo. Portanto, a mais urgente pergunta a ser feita nesta vida é: 'O que fiz hoje pelos outros?'"

domingo, 19 de julho de 2009

Controladoria - Parte 1

Estou postando no Blog a primeira parte de uma pequena apostila que fala sobre Controladoria. Este material foi coletado e postado no blog do professor Ari Lopes - http://blogdoprofessorari.blogspot.com

A Contabilidade e a Controladoria / Uma Introdução
O staff contábil processa transações para suportar a operação do negocio. Um seleto grupo de funcionários bem treinados lideram o processamento das transações contábeis. A função contábil atualmente incorpora diversas novas atividades que podem incluir, principalmente em empresas menores, auditoria e serviços computadorizados. Por fim podemos destacar que existe uma preocupação em como a ética determina o comportamento dos profissionais de contabilidade, e como o staff da Controladoria vê o seu papel dentro da organização.
A multiplicidade das mudanças no ambiente dos negócios tem alterado o papel da função da Controladoria. Uma mudança diz respeito a aparência das funções relativas aos serviços computadorizados. Nas grandes empresas essa função não diz respeito a área da Controladoria, embora o conhecimento e envolvimento do Controller nos assuntos relativos a sistemas computadorizados reveste-se de fundamental importância tenha ele responsabilidade direta o não sobre tal área.
Adicionalmente ao processamento das transações contábeis cresce a importância da análise da Controladoria com relação a temas ligados à competitividade e rentabilidade. Atividades como análise de preços e de margens por produto, por cliente, por região, etc... , ganham importância.
Determinação de custos planejados de novos produtos ( target costs ) e revisão continua, relato e análise de custos não relacionados a produtos são pontos igualmente importantes.
O staff contábil precisa agora saber como implementar e operar softwares contábeis, sistemas de troca eletrônica de dados ( EDI ) e sistemas que dispensam papel através de documentação digitalizada. Para isso o pessoal da área deve ter educação compatível com a necessidade dos tempos atuais.
O mundo dos negócios está mais internacionalizado. As transações que envolvem dois ou mais paises tem aumentado significativamente. Isso tem trazido maior complexidade para as transações contábeis. Desta forma atualmente se faz necessário que a Contabilidade saiba como apurar ganhos e perdas com exportações e importações ( efeitos cambiais ), como trabalhar com cartas de crédito e operações de hedge que são instrumentos concebidos para reduzir o nível de risco com operações que envolvem moeda estrangeira.
A existência atual de empresas com múltiplas subsidiárias e o intenso processo de fusões e aquisições trazem para a esfera contábil novas e complexas responsabilidades.
Abaixo destacamos as responsabilidades da função contábil dividas em três grupos:
1- Responsabilidades da Função Contábil
1.1- Responsabilidades Tradicionais:
Processamento do Contas a Pagar
Processamento do Contas a Receber
Processamento das transações que envolvem Ativos
Processamento das transações que envolvem Débitos
1.2- Responsabilidades Novas
Transações com Permutas de bens ou serviços
Coordenação e consolidação da contabilidade das subsidiarias
Conversão de moedasAnálises de Margens
Análise de custos de não-produtos
Seleção, implementação, e operação de softwares contábeis e sistemas relacionados
Custos-Meta ( Target Costing )
1.3- Novas Responsabilidades em empresas pequenas
Instação e manutenção de sistemas de serviços computadorizados
Transações com Hedge e cartas de crédito
Auditoria Interna
2- O Papel da Função Contábil
Atualmente com responsabilidades mais amplas, o grupo contábil freqüentemente se vê envolvido com decisões relevantes. O Controller é freqüentemente chamado a sentar no comitê executivo da empresa para opinar sobre temas como fluxo de caixa, aquisições, preços, etc... Desta forma a função contábil tem incorporado uma serie de responsabilidades que faz dela uma parte integrante da organização.Uma importante área na qual o papel da contabilidade vem mudando diz respeito aos processos. Quando uma outra área da empresa muda, ela sofre mudança em seu processo, imediatamente a área contábil deve adequar essa alteração no sistema de processamento das transações com o fim de evitar erros. Por exemplo: Uma área de manufatura passa a utilizar Just in Time ou um departamento produtivo terceiriza uma linha de produção completa. Quando correm mudanças significativas nos processos alguns controles precisam ser modificados, substituídos ou eliminados.Alterar o foco do grupo contábil de um grupo introvertido que processa papel para um grupo versátil que trabalhe com as diversas partes da empresa e que esteja disposto a modificar seus sistemas de forma a acomodar as necessidades dos outros departamentos conforme requerido atualmente no mundo dos negócios.
3- O Papel do Controller
O Controller é o profissional que gerencia uma serie de atividades chave na empresa, que monitora ativos e entrega demonstrativos financeiros. Fator chave diz respeito a alta necessidade de ser o Controller preparado para exercer uma interação ampla com os vários departamentos da empresa.Por outro lado o Controller tem um fundamental papel de coordenar uma equipe capacitada e preparada para fazer face às modernas atribuições da função contábil.Resumidamente, podemos destacar que o papel do Controller tem se expandido de um Contador voltado para atribuições básicas, para um profissional voltado para gerenciamento com habilidades interpessoais que o qualifica a interagir com outros departamentos, bem como gerenciar atividades de um crescente e bem preparado grupo de colaboradores. Desta forma o papel do moderno Controller requer pelo menos muita experiência em gerenciamento e amplo conhecimento contábil.
4- Impacto da Ética no papel da Contabilidade
O Controller e seu staff desempenham um amplo papel com relação à orientação sobre aspectos éticos na empresa. Como exemplo de problema ético podemos citar, se o Controller segue continuamente à pressões da direção da empresa para modificar ainda que minimamente as demonstrações financeiras. Isso pode levar a mais e mais alterações. Outro exemplo pode ocorrer quando as normas relativas aos relatórios de despesas são freqüentemente desacatadas, a não intervenção do Controller se configura em um grave problema de ética contábil.
Se o Controller não segue os mais elevados padrões éticos, o resto do grupo contábil não terá um líder para seguir. Por outro lado não é suficiente apenas mencionar que os mais elevados padrões éticos devem seguidos, se tais padrões não estão bem definidos. Para evitar esse problemas o Controller é/ou o Presidente da empresa devem criar e cumprir um adequado código de ética.Como alguns pontos a serem tratados nos códigos de ética podemos destacar: negociações de contratos, leis antitruste, conflitos de interesse, brindes, disposição de resíduos, boicotes internacionais, despesas com viagens, gastos em geral reembolsáveis por relatórios de despesas, contribuições a políticos, conservação e uso de ativos, padrões de conduta, local e segurança no trabalho, preconceito e discriminação, confidencialidade de informações financeiras e não financeiras.
O GRUPO CONTÁBIL TEM UM AMPLO PAPEL DE REFORÇAR OS PADRÕES ÉTICOS NA EMPRESA. O CONTROLLER DEVE TER O MAIOR INTERESSE EM MONTAR UM CÓDIGO DE ÉTICA QUE O GRUPO CONTÁBIL POSSA ASSUMIR E ASSEGURAR DE FORMA A MANTER APROPRIADOS PADRÕES ÉTICOS.

Nenhum comentário: