Dia do Julgamento

"Cada dia é o dia do julgamento, e nós, com nossos atos e nossas palavras, com nosso silêncio e nossa voz, vamos escrevendo continuamente o livro da vida. A luz veio ao mundo e cada um de nós deve decidir se quer caminhar na luz do altruísmo construtivo ou nas trevas do egoísmo. Portanto, a mais urgente pergunta a ser feita nesta vida é: 'O que fiz hoje pelos outros?'"

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Papéis em Equilibrio

“Em nossas vidas pessoal, social e profissional, desempenhamos diversos papéis e atividades. E o segredo é saber mantê-los em equilíbrio. Não adianta estar bem no trabalho e não em casa. Uma hora, o lado negligenciado cobrará e ainda poderá afetar o outro”. As palavras de Abilio Diniz retratam uma realidade comum vivenciada no mundo corporativo.
Prova disso é a história recente de um alto executivo do setor de investimentos que pediu demissão após receber uma carta de sua filha. A menina de dez anos listou pelo menos 22 acontecimentos marcantes em sua vida que o pai havia perdido em razão do trabalho.
Assim como o executivo acima, profissionais de diversas áreas se deparam com a necessidade diária de equilibrar os inúmeros papeis exercidos na vida. E quando um dos dois lados recebe mais atenção, fatalmente o outro acaba sendo prejudicado.
Para Joel Bueno da Costa Filho, diretor da Consultoria de Carreira Decisão SRV, todos os aspectos da vida deveriam ter pesos iguais. Mas como isso nem sempre é possível, o especialista recomenda uma forma de o profissional manter o equilíbrio: conhecer suas competências e comportamentos (intrapessoal e interpessoal) para descobrir o quanto sabe lidar adequadamente com as funções que desempenha.
Se a família, por exemplo, for mais importante do que sua carreira, deve-se considerar isso. Como exemplifica Costa Filho, “um amigo pediu demissão de uma grande empresa porque não tinha tempo para ficar com seus filhos. Conhecendo suas competências, buscou outra empresa onde ele teve a oportunidade de negociar uma jornada de trabalho mais adequada para ficar com as crianças”.
Agora, se você ainda tem dificuldades em equilibrar seus papeis e atividades, veja algumas dicas que podem te ajudar:
1 – Aprenda a dizer não: tanto para a vida pessoal, quanto para a profissional, você não precisa aceitar todos os convites que recebe. Na carreira, reconheça para seu gestor que está sobrecarregado.
2 – Pratique exercícios: 30 minutos de uma atividade aeróbica, por exemplo, quando praticada pelo menos três vezes por semana tem o poder de melhorar a autoestima, além de relaxar e aliviar as tensões.
3 – Peça ajuda: saiba quando é o momento de delegar, conte com assistentes. Isso também vale tanto para o trabalho quanto para a família
4 – Desconecte-se: cada vez mais a tecnologia nos impede de nos desligarmos, como mencionamos aqui. Se seu cargo permite, desligue o celular corporativo nos fins de semana, ou, reserve um momento do dia para checar e responder seus e-mails. Aproveite o tempo livre com sua família.
Por Renata Pessoa

Nenhum comentário: